terça-feira, 1 de julho de 2014

Epá a sério, ser normal dava-me tanto jeitinho

Fui à escola de condução entregar o atestado médico. Assim que lá entrei ia-me espalhando ao comprido porque tinha os pés molhados da chuva e o chão é de azulejo.

Depois eu e um rapaz rimo-nos imenso com um homem que, antes de entrar lá numa sala, disse umas seis vezes "posso? com licença".
Entretanto o jovem começa a fazer-me perguntas e tal, e quando lhe disse que estava ali à espera do médico ele diz:
- Hmm, é o mais difícil. Se passares no atestado, depois é só vir a umas aulitas.
Eu- É, ouvi dizer que costuma dar jeito...
Lá fui eu ao médico e quando saí o jovem ainda lá estava. Viro-me para ele com uma alegria exagerada e digo:
- Epá, acho que correu bem, passei de certeza!
E mijámo-nos a rir outra vez.

E no fim, quando me deram boleia para casa, fui a gaja que bateu com os cornos no carro. Vá lá, vá lá... para quarenta minutos na escola, só me ia espalhando e bati com a cabeça no carro. Nada mau, acho que estou a evoluir.

5 comentários:

Opinante disse...

Que alucinante :P

JS disse...

Se calhar entras nos carros de cabeça, como as velhas e como os chineses.
A sério, há uns anos li numa revista de automóveis que quando a VW começou a vender carros na China, começou com o Passat por ter portas largas, porque os "chinocas" têm a mania de entrar de cabeça nos carros. xD
Por isso é que detesto dar boleia a velhas. Em vez de sentarem a peidola e irem deslizando para dentro, entram de cabeça e depois penduram-se nas costas dos bancos da frente. Já me partiram um banco... eheheh

P.S. Depois avisa, quando tirares a carta, que é para eu não ir para esses lados. xD

Carolina disse...

Que sorte, ah? xD

Marisa C. disse...

Espero que tenhas mais sorte do que a minha.
Fui três vezes a exame e nunca me senti à vontade a conduzir. Conduzo porque tem de ser, mas não é uma tarefa que faça com destreza. :-)
Bjx

Green disse...

Boa sorte :)