terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Quanto às raças mundialmente perigosas


A noite passada fui dormir a casa de uma pessoa que tem um pitbull, que até já mencionei aqui. 
Como o cão não me tinha visto entrar em casa, de manhã, ao abrir a porta, tive um bocadito de receio que o cão me viesse arrancar um bife, naquela de "mas esta gaja está aqui a fazer o quê, se o meu dono não está aqui?". 
Pois vejam bem que eu até levei uma bolachinha para lhe dar, só para o convencer de que não estava ali por mal (sim, a besta sanguinária é doida por bolachinhas... tem o demónio no corpo, vejam-me só!). 
Abro a porta da casa, saio à rua, o bicho e a outra cadela olham para mim. Eu olho para o bicho, que está sentado à minha frente com aquele porte minúsculo de pitbull macho sentado, e eis que a besta vem a correr até mim e fica doido por me ver. Vejam lá bem, que a peste até me saltou para cima, de contente que estava.
Ia saindo de lá sem uma perna, é o que vos digo. Fogo, mesmo perigosos, estes cães.

11 comentários:

undressed girl ♥ disse...

Não conseguia estar tão perto de um pitbull acho que morria só de pensar nem de um chiuaua consigo estar a menos de 3 metros quanto mais de um pitbull

S* disse...

Oh, que ternura. É mesmo isso... com educação todos os cães são maravilhosos.

Gonçalo L. disse...

eu acho que os animais transparecem, tal como as pessoas, aquilo que lhes ensinam! :)

http://echoesflashbacks.blogspot.pt/

Pips disse...

Não existem cães perigosos, existem sim é donos perigosos :)

A imagem do post é perfeita :)

JS disse...

O maior perigo de qualquer cão, é o modo como é tratado/educado.
Nos casos de cães de grande porte, acresce o perigo da potência da dentada.
Todos os cães podem morder (eu nunca digo às pessoas que a minha cadela não morde). A diferença é que uns têm força para rasgar as calças e outros são capazes de mastigar ossos. Mas acredito que tudo depende do modo como são educados, do modo como vêm as pessoas. Se um animal está habituado a ser mal tratado, vai ver em cada pessoa um potencial inimigo. Se não tem do dono a devida atenção, o mundo dos humanos é sempre estranho para ele.
Penso que a perigosidade canina se resume a isto. O resto são tretas de quem não conhece os cães e, infelizmente, há muitos donos que não se dão ao trabalho de perceber a linguagem do animal que têm em casa. É mais um objeto de adorno, ou um meio de promoção social, tipo o carro topo de gama ou a casa "apalaçada" com "picina" onde ninguém toma banho.
Desculpa lá mais este testamento, mas sabes que quando se fala de cães, tenho dificuldade em ficar calado. :|

Ana Lúcia Silva disse...

O perigo de qualquer cão vem de quem os educa*

<3

http://maniac4moda.blogspot.pt/

JS disse...

F*dª$$$$$€, que grande calinada que eu dei.

Não é do modo como vêm as pessoas, mas do modo como veem as pessoas.

disse...

A imagem é perfeita! O tipo de dono influencia imenso a forma como o cão age!
Ahahah estou mesmo a adorar o blogue!
Em relação aos botins, já imensa gente me disse que preferia a sola preta mas acho que o que mais gosto é mesmo a sola :D

Eenesh disse...

Aplaudo de pé o comentário do JS!

E é bem verdade que só existem donos perigosos.
Odeio o preconceito que existe contra algumas raças...

Green disse...

Desde que o trates bem, à partida, não te irão tratar mal.

Luna disse...

Tudo depende da educação..