sábado, 21 de setembro de 2013

Do primeiro amor

Eu tenho mesmo pena do puto se ele, daqui a uns anos, achar o mesmo que eu acho do primeiro amor dele.
O meu primeiro foi um rapaz tem a minha idade. Na altura eu devia ter mais ou menos a idade do meu irmão e ele andava na minha igreja (tal como a miúda de quem ele gosta - muahah o rumo é o mesmo).

Pois bem, eu adorava o rapaz. A sério que sim! Ele não me ligava nenhuma, mas eu achava que ele era o gajo de quem eu mais gostava à face da Terra (coitadinha).
Uma vez, a apresentar a festa de Natal, eu pensava que ia apresentar com ele e calhou-me o irmão. Fiquei mais que possessa, obviamente.

Pois bem, agora, olhando para trás eu só consigo pensar: mas o que é que eu tinha na cabeça?!
Ele é feio, é cromo, é um nerd daqueles calados,  não sabe falar com pessoas e não tem ponta por onde se lhe pegue.

8 comentários:

Hanna Marin disse...

Ahahaha, I've been there xD

fusion disse...

O que é que tinhas na cabeça?
A mesma merda que tens hoje, mas em menor quantidade. xD

Briana disse...

õhh o amor de criança é tao inocente, tao simples e tao engraçado.. é graças a isso que te vais rir muitas vezes

Rose M. disse...

Isso sou eu daqui a uns anos

Roger disse...

LOL :P
A minha primeira namorada resultou, até hoje, numa grande amizade :)
É uma das pessoas que melhor me conhece

O grelo disse...

O teu primeiro amor foi um rapaz.
E o segundo, é uma rapariga?

Bea xD disse...

R: Não fiques desanimada rapariga. Deve de existir alguém de jeito na tua turma.

Green disse...

O amor é cego, dizem, e é nestas alturas que o podemos confirmar, ahahah