sábado, 24 de dezembro de 2011

Alguém me explica o porquê?


Porque é que na nossa imaginação as coisas são tão simples e na realidade são tão complicadas?
Porque é que na minha cabeça, as coisas são simples? Há sempre hipóteses, há sempre sinais a ter em conta, há sempre a possibilidade de ser reciproco, há sempre finais felizes.
E na realidade há sempre medo, inseguranças, desprezo, vergonha e receio de ser ridícula. Há sempre qualquer coisa que me diz para o esquecer, para parar de ser estúpida. É sempre assim. Tento sempre esquecer, porque o medo e a vergonha falam mais alto. E nunca tento, nunca dou aquilo que tenho, nunca vou mais além.
Estou farta que assim seja. Estou farta de desistir mas desta vez não é diferente. Desta vez tenho os mesmos medos, as mesmas inseguranças e a mesma voz que me dizem para parar de tentar viver uma realidade que não é minha. E desta vez, o sentimento que sinto por ti é diferente. É mais puro, é mais genuíno e basta ver um sorriso teu para que o meu dia tome outro rumo.
Nos contos de fadas vivem felizes para sempre e tudo é perfeito, nos filmes românticos há sempre finais felizes. Porque é que não pode ser assim comigo, também? Porque é que o medo me impede de tentar?

P.S.- Eu nem acredito que vou passar a noite de Natal assim...

23 comentários:

CurlyGirl disse...

Mesmo não sabendo o que se passa, acho que não deves pensar tanto e deixar as coisas tomarem o seu rumo. Eu também penso demasiado e acho que isso me leva a ter pensamentos parvos. Não tenhas medo... Deixa-te ir, dá-te e vais ver que terás a tua felicidade. =)

Um bom Natal!

Patrícia disse...

Pois, tens razão :) Só que quando estou assim triste não consigo meter isso na cabeça! :D
Feliz Natal :)

patrícia disse...

Eu não vou dizer mais nada.
Honestamente, começo a ficar farta.

Patrícia disse...

Ai obrigadinha... farta de quê? Sabes tão bem quanto eu que é verdade!

patrícia disse...

Farta da mesma conversa derrotista de sempre. O que é que eu te posso dizer mais para perceberes que o único filme que estás a fazer é aquele que julgas ser real?!
Pára! Sinceramente nem nunca percebi o porquê de teres uma auto-estima tão baixa, a sério que não. Porra, tu és linda! LINDA!
Mas não. Tu não és estúpida, és teimosa e meio cega.
Vá, muda lá as lentes, vê-te bem ao espelho e depois diz-me se é mentira.
O teu único problema é o medo de que corra mal, mas és tu que não deixas correr.
Faz isso por ti! :)

Mim disse...

A vida não é um conto de fadas e quando ainda estamos a aprender, não temos muito a noção de que é assim, na realidade.
Não te vou dizer que isso passa e que amanhã será melhor. Digo-te, apenas, que amanhã será diferente. Ser melhor depende também de ti.
Vá, um Natal muito feliz e com muitas prendas, na companhia de quem mais desejares.
Beijinho grande.

Patrícia disse...

É verdade patrícia!
E quantos às razões para a baixa auto-estima, sabes bem que as tenho mas isso não é para agora... E não te preocupes que tenho as lentes novas :) O mal não é delas...

Patrícia disse...

Mim- Obrigada* Feliz Natal para vocês (aí em casa) também :)
Beijinho

S. disse...

Tens medo de te atirares de cabeça e depois de magoares. É normal assim ser, eu também sou assim, toda a gente tem um lado assim. Mas no final do dia só te arrependerás daquilo que não fizeste. É um clichet mas é verdade. Por isso acho que se ainda não for tarde de mais devias tentar mudar a tua sorte, fazer com que ela resulte. Pode até não dar em nada, mas pelo menos a culpa não foi tua, porque tu deste tudo o que tinhas, a outra pessoa é que não. Se não vais ficar com um peso na consciência e com dúvidas na cabeça do género "Como é que seria se tivesses tentado?".

(Desculpa lá o testamento :))

RicardoRodrigues disse...

Obrigado :D
E tenta, só por hoje, esquecer tudo e mandar para trás das costas! É Natal! :D
Um Bom Natal Patrícia (:

Patrícia disse...

S.- Obrigada pelo testamento :D
Sim, tens razão. E eu até percebo isso quando estou aqui. Mas quando estou com ele perco a coragem toda, fico nervosa e vai tudo por água abaixo! :$ Mas vá, hoje é Natal... :)

Ricardo- Pois, tenho de tentar :)
Obrigada!*

Mim disse...

Eu vi isto, ok?
Olha vi o comentário que deixaste aqui a figura pré histórica chamada Mim.
Pindérica! :(

Patrícia disse...

Haha eu sei, já sabia que ias ver xD
Sou um amor de menina, diz lá que não! :D

Mim disse...

De castigo vais fazer de burra, no presépio ahahah.

Patrícia disse...

Hahaha se eu te contasse qual foi o meu papel no teatro da festa de Natal da minha igreja... ui! Era gozada para o resto da minha vida! Hahaha até os meus amigos de lá gozaram (de maneira simpática, mas gozaram)
Vá, agora rói-te de curiosidade! :D

Mim disse...

"Quesver" que é preciso uma imaginação muito fértil.
Fizes-te de vaca!
Acertei? ahah

Patrícia disse...

Haha não! Nem sequer vais lá chegar! Não tem nada a ver com esta época! (a personagem, a mensagem tinha) E nada de ir perguntar à outra patrícia! :p

Mim disse...

Oh, tava a falar do presépio pá. Vou lá adivinhar que peça de teatro é que representaste... e a outra anda desaparecida. Deve estar a fazer os sonhos de abóbora (está a dormir ahah).

Patrícia disse...

Ela não deve vir tão depressa, não sei... Mas quase de certeza que ainda consegue vir cá dar um saltito :D

patrícia disse...

EU SEI DE QUE É QUE ELA SE VESTIU, ahahahahahahah(...)ahahah

Patrícia disse...

E vais estar calada :D

Green disse...

Não penses muito nisso, não vale a pena, sofrer por antecipação só nos faz é mal. Ânimo rapariga.

eu-sou-eu disse...

Tens que aprender a lidar com o medo... Enquanto não aprenderes vai ser sempre assim. Mas força, não te deites abaixo sozinha!