domingo, 13 de setembro de 2015

Ups, post enorme mas tinha de ser porra

Eu não consigo entender aqueles putos que são educados a temer os cães. Desculpem, mas não consigo. Tenho amigos meus que têm medo de cães mas porque foram atacados e desde aí criaram algum receio. Compreende-se.

Agora o que eu não compreendo é ir passear as minhas bichas (e veja-se, são uma yorkshire e uma cocker com 8 meses, não são umas bestas) e ouvir "anda cá, olha o cão, foge!". Mas que coisa inteligente de se fazer. Porque os cães são todos uns assassinos que vos vão matar as crianças sem dó nem piedade.
No outro dia uma miúda assim que viu a yorkshire a passar por ela, pôs-se aos pontapés à bicha. E depois espantam-se que os cães mordem, claro. Por acaso eu vi a tempo de puxar a cadela, porque senão ela tinha voado com o pontapé da miúda. E era uma miúda com os seus 10 anos.

A sério, agradecia imenso que esta gente começasse a tirar os filhos da redoma de vidro onde os enfiou, e que educasse as crianças a, pelo menos, respeitar e saber conviver com animais. Porque é este tipo de gente que é criada a pensar que os cães são uns monstros, que depois se tornam gente de merda que fazem mal a animais.

Se calhar o problema até é meu, que sempre cresci rodeada de cães, mas não entendo este medo que metem nas crianças. Ok que há certos cuidados a ter, principalmente com cães grandes e com muita força, mas os donos estão lá para alguma coisa. E os próprios cães por vezes têm muito mais sensibilidade com as crianças (tenho uma prima bebé que vive na mesma casa que um labrador doido de todo, que só corre e quase que nos atira ao chão só ao passar por nós, mas ele quase tem medo de tocar na miúda, só para não a magoar).

A sério, tentem mostrar às crianças que os cães são super meigos e que não lhe fazem mal nenhum. E isso até pode passar por pedirem aos donos para as crianças lhe fazerem uma festa. Ainda no outro dia um senhor me chamou só para pedir para os dois filhos fazerem festas às cadelas, porque ele queria mostrar-lhes que elas não faziam mal nenhum. E no fim os putos choraram porque as queriam levar para casa. É isto que é saudável. É isto!

10 comentários:

Carolina. disse...

É isso e ameaçar as crianças com polícia para comerem e afins. Acabam por desenvolver medos estúpidos em vez de passarem pelos cães naturalmente e em vez de se sentirem seguras quando vêem um polícia...!

Xiá disse...

Partilho da tua opinião, deviam ensinar as crianças a respeitar os animais e a saber lidar com eles. Há que ter cuidado, não medo. A minha prima tem medo de cães mas lá está, passou por uma situação que a traumatizou. É absurdo cultivarem esse tipo de receios quando os cães são animais tão meigos.

Mariana Mendes disse...

Olá! Sou leitora, mas nunca comentei :) Tens que pensar que nem todos os donos são bons donos! Adoro cães. Ainda assim tenho medo de cães que não conheço porque fui mordida quando era pequenina. Desde aí tive imensas más experiências. Uma delas foi um dono ter dito ao cão "Mata, morde!!!" quando me viu a passar na rua a olhar com receio. Tenho imensos vizinhos que passeiam cães agressivos sem trela à porta de casa e deixam-se estar na conversa - ao ponto de ninguém conseguir sair de casa sem ser intimidado pelos cães. Hoje em dia já consigo controlar a ansiedade mas dantes qualquer cão me ladrava pq sentia o meu desconforto (e coitados, não tinham culpa nenhuma!). Se todos os donos fossem bons donos, e pensassem em pessoas como eu, talvez não houvesse tanto drama, digo eu! Há pessoas que têm medo de aranhas e cobras e ninguém lhes espeta com uma aranha ou cobra no nariz. Mas parece que ter medo de cães é tabu, pecado, não é normal, quando deveria haver o mesmo respeito! Desculpa o desabafo, concordo contigo em tudo, os pais deviam educar para combater o medo, sem dúvida!

Patrícia disse...

Mariana Mendes, eu entendo o que queres dizer, mas então nesse caso deve-se ter medo é dos donos. E lá está, há casos isolados mas eu estou a falar de crianças que são educadas a temerem cães.Claro que há pessoas que desenvolvem medo dos cães, mas se calhar têm razão para isso. Ou não, não interessa. Mas estou mesmo a falar daqueles pais que educam os miúdos a terem medo dos cães, não acho que seja saudável e acho que se torna mais perigoso ainda porque os miúdos acabam por não saber lidar com os cães quando se deparam com eles.

Rita disse...

Concordo totalmente contigo!

Joana disse...

Concordo com tudo o que escreveste. Assim não admira que os miúdos fiquem com medo, com os pais sempre a ajudar.

Margarida disse...

Eu em miúda também tinha medo de cães. Os meus pais nunca me "ensinaram" a ter medo, antes pelo contrário, nunca compreenderam este meu medo, aparentemente por razão nenhuma. Hoje, ao pé de cães de amigos e familiares já me dou bem, mas se vejo um cão solto no meio da rua, atravesso e vou para o outro lado. Mas não consigo compreender pais que ensinam as crianças a ter medo.

Ela e Ele Ele e Ela disse...

Ainda hoje vimos os pais a escolher as cadeiras que o filho ia ter na inscrição. E ali estavam eles de horário em punho, prontos a fazer a inscrição. Acho que isto é um exemplo bom do que se passa na sociedade de hoje em dia! É inacreditável como é que as pessoas ambicionam ter uma sociedade equilibrada com atitudes destas. Não sabem educar os filhos, não têm paciência para o fazer, não os tenham. É preciso muita coragem, muita força de vontade, muitas lutas contra nós próprios para sermos bons pais. Tudo bem, ninguém vem com um manual de instruções, mas há coisas que... Enfim, o básico dos básicos... Nós não achamos isto nada normal!
Só gostaríamos de gritar a todos uma célebre frase: Eduquem os seus filhos, as crianças e não será preciso educar os adultos!

- Ela e Ele.

S* disse...

Bando de idiotas que querem educar as pobres crianças a serem idiotas como eles.

Green disse...

Esta é sempre uma questão com várias interpretações, devido ao passado das pessoas (pais dessas crianças) e de más experiências que possam ter tido, isso pode então causar esse tipo de reação. Imagina que um desses pais foi mordido em criança por um cão, ou que foi atacado mesmo que em adulto, esse tipo de situações marcam e ficam para a vida.
É certo, e tens razão quando dizes que mostrar aos filhos que os cães são animais que se devem temer não seja a melhor solução, mas acho que as crianças devem desde cedo ter cuidado com todo o tipo de animal, cão ou não, e não irem a correr sempre que vêm um na rua, pois há animais calmos e que nunca mordem em ninguém, mas também há o oposto. Tal como com as pessoas, há delas boas e outras não, e acredito que esses pais estejam a tentar proteger os seus filhos, mesmo que de uma forma exagerada.