terça-feira, 18 de agosto de 2015

Vou deixar de entrar em lojas

Comprei uma caneca gira como tudo da Marvel. Entretanto fui à Pull and Bear e, não sei bem como, mas a mudar o saco (que era de papel) de mão ouve-se o som de papel a rasgar. Eu olho e tinha um rasgão enorme no saco, e a caneca já quase a cometer suicídio para o chão. 

Agarro a caneca com um ar de desespero enorme. Não sei muito bem porquê (são aqueles momentos que pronto...) mas desatei a rir por a ter conseguido salvar a tempo. A minha prima a ver a minha figura (e porque já sabe do meu historial de destruidora de lojas) desata a rir também. Então ficam duas parvas a rir ao lado da fila de pagamento. A rir à gargalhada. E quanto mais riamos, mais vontade nos dava de rir. E a certa altura até já as lágrimas nos caíam dos olhos. 

Há que dizer que isto foi tudo observado com detalhe pelos clientes que estavam na fila e pelo rapaz da caixa que, vi eu com estes meus dois olhinhos, a certa altura até ele já se estava a rir.

4 comentários:

Rita disse...

Só a ti é que te acontece histórias giras:P

esperto que nem um alho disse...

Não percebi. Em Coimbra os rapazes das caixas estão proibidos de rir?

Briana disse...

Mas salvaste a caneca

Green disse...

Só tu, ahahahah