domingo, 30 de agosto de 2015

É de família

Só há uma pessoa neste mundo capaz de fazer figuras piores que as minhas: o meu pai.

Fomos ao supermercado. Andávamos meio perdidos à procura de ovos e ele, sem quê nem para quê, vira-se para um senhor e pergunta:
- Olhe desculpe, onde é que estão os ovos?
O homem fica a olhar para ele meio perdido e aponta-lhe hesitante para um lado e diz:
- Ah.. por... ali.
O meu pai agradece e começa a andar. Eu vou a correr atrás dele e pergunto:
- Sabes que aquele homem não trabalha aqui, não sabes?
Ele- Não? Oh, mas estava a olhar para a prateleira com um bloco e uma caneta.
Eu- Ya, porque as pessoas quando vão a um supermercado levam uma lista...

Nisto olho para trás e estava o homem a quem o meu pai tinha feito a pergunta, a perguntar a um empregado (real) onde é que estavam os ovos.
O empregado diz-lhe e o homem acena com a cabeça do género "ok, para a próxima já sei dizer onde estão".

Dizer que me ri muito é pouco. A sério, o meu pai é tão distraído que só faz destas.

7 comentários:

Leonor disse...

Já tive numa situação dessas mas em que eu era a pessoa que achavam que trabalhava na loja.

Briana disse...

ahah o teu pai parece mesmo a comédia

APENAS PALAVRAS disse...

Hei de confessar!
Amo ler suas pequenas cronicas...
Elas sempre nos trás algo puro e genuíno, daquelas genuinidade que nos faz para e refletir em certos acontecimentos do nosso cotidiano....
bj.... belo final de domingo.

esperto que nem um alho disse...

Yah, eu também sou um grande mentiroso, como o gajo ali de cima. ahahah

esperto que nem um alho disse...

Olha, estou adorando seu cantinho. Ocê escreve umas merdas muito curtidas de deixá uma pêssoa se cagando de ri.
Estou seguindo. Me segue também de vorta, tá.
Beijão do Carlão.

Luna disse...

Eu ri-me bastante com o post, com os comentários do espero que nem um alho, ainda mais!

Green disse...

Ahahah, lá divertido deve ter sido...