sábado, 7 de março de 2015

Orgulho de uma vida

Ontem no fim do treino o rapaz decidiu meter-me na bicicleta num programa que é só a pior merda que há na Terra: temos que pedalar super depressa ou o peso aumenta. E se aumentar, custa-nos mais e temos tendência para diminuir a velocidade, o que faz com que aumente ainda mais o peso. Estão a ver o inferno que é? Na semana passada só consegui fazer sete minutos daquela merda, porque ainda por cima deixei o peso subir um bom bocado e foi simplesmente horrível.

Ontem não sei que raio de pilhas é que tinha, mas fiz os quinze minutos sem deixar o peso subir uma única vez, a andar a uma média de 40km/h e ainda dei apoio moral ao puto, que morreu a meio. Foi o ponto alto da minha vida, gente.

6 comentários:

Carolina. disse...

Boa! É assim mesmo! :)

riddle disse...

Essa merda parece a praga do cigano:
- Havia de lhe dar uma dor tã forte, tã forte, que quanto mais corresse, mais lhe doesse e quando parasse morresse. ahahah

Indigo disse...

Ai que horror! Esse tipo de exercícios não é para mim!

Márcia Marto disse...

muita força! ahaha

Green disse...

Boa :)

Beatriz Sousa disse...

muito bem xD