terça-feira, 9 de setembro de 2014

Eu juro que tento pensar positivo

A Cookie sobreviveu a mais uma noite, que pelos vistos é quando há mais probabilidade de ela morrer. O médico não dá prognósticos, porque diz que é um vírus mesmo muito complicado e que não tem como saber se ela vai ou não sobreviver. 

E sabem o que é que custa mais? É que ela, como foi abandonada e é muito pequenina, tem medo de tudo o que lhe é estranho. Basta metermos a água numa taça diferente e ela tem imenso medo de beber água. E basta ouvir uma porta a bater com força ou um cão a ladrar para se esconder logo. E imagino o quão assustada é que ela não estará ali, onde tudo lhe é estranho... 

E eu sei que parece estúpido eu estar assim visto que ela só está na família há uma semana, mas apeguei-me mesmo à bichinha e saber que ela só se apegou a mim, oh, coise... 

12 comentários:

Ana disse...

Lamento o que está a acontecer à cadelinha...é lixado quando nos apegamos aos animais, são quase como membros da família. O importante é continuar positiva e acreditar nas melhoras! ;)

Briana disse...

Ela vai conseguir.. Ela sobreviveu quando esteve abandonada, é uma lutadora

Adelisa M. disse...

Eu espero que corra tudo bem e que a tua cadela seja a tal uma em cada 10

Green disse...

É perfeitamente normal. Força e vais ver que ela melhora*

JS disse...

Até podia nem estar na família, mas quem gosta e sabe o que é um cão, não pode ficar indiferente.
Não vou dizer que vai correr tudo bem, porque sabes que não é assim tão simples, mas costuma-se dizer que enquanto há vida há esperança.
Espero, sinceramente, que a bicha sobreviva e fique bem de saúde.
Era assim uma espécie de presente à "outra", por ter entrado na primeira opção. :)

Beatriz Sousa disse...

(Oláaaa! Nomeei-te para o desafio The Very Inspiring Blogger Awards
Mais tarde publico no blog
beijocas!!)

Carolina disse...

Força Patrícia, pensa positivo! É complicado mas ela vai resistir, vais ver*

Ju. disse...

Lamento imenso essa situação. Espero que ela melhore! Força!
Beijinho*

the friendly ghost disse...

É isso, pensamento positivo e acreditar até se esgotarem todas as hipóteses.
Daqui por uns dias tens a tua menina sã e salva ao pé de ti.
Força!

Roger disse...

Há que pensar positivo. Força miúda

Mafalda Alves disse...

Recentemente fui buscar uma cadela, e fiquei a adora-la logo no primeiro instante em que a tive no colo.
Quem adora animais é assim, apaixona-se facilmente por eles :)
E para a semana vou para a uni, para longe de casa e custa-me tanto deixá-la... Sabendo que sou a única que a solta e brinca com ela... com quem ela vai brincar depois? E ela novinha, quer brincar. :(

Quando era pequena tive um gato que foi envenenado. Ele mal se mexia, não comia, não bebia... tentamos dar-lhe as coisas à boca e, ao fim de uns dias, acabou por não resistir :(
Fizemos o que podemos, mas tivemos que o ver a morrer, dia após dia.

Por estas razões e muitas mais (já tive bastantes animais de estimação), percebo o que sentes.
Nós somos assim, de coração de fácil apego aos animais, e custa tanto vê-los sofrer e não podermos fazer nada para ajudá-los...

Mas há sempre uma luzinha. Há sempre uma esperança :)

Visita-a todos os dias, brinca com ela, dá-lhe mimo, dá-lhe coisas que ela gosta.
Mesmo que não sobreviva, ao menos que parta Feliz e que, mesmo sabendo que foi abandonada, que após isso houve alguém que a acolheu, tratou dela e a adorou!

Não desistas :)

Su disse...

Lamento tanto :(
Mas ela vai conseguir resistir é ter esperança.