sexta-feira, 1 de agosto de 2014

E ainda consigo ser mais querida

O meu irmão estava a cantar no sótão. Tinha a porta do sótão fechada e eu estava na sala, e conseguia ouvir, veja-se os gritos do bicho. Pois a coisa foi tão dolorosa, mas tão dolorosa, que conseguiu que eu, morsa do sofá assumida, levantasse o real cagueiro e fosse gritar ao idiota:
- Mas tu importaste de parar de parecer uma baleia a parir?!
Ele- Cala-te...

Eu acho que ele ainda não sabe, mas canta meeesmo mal, o pobre.

9 comentários:

annie lancaster disse...

kkkkk

Corina de Oliveira disse...

ahahaha coitadinho

Green disse...

"Uma baleia a parir", nunca na vida me lembraria de dizer isso. Ahahahah

Athena disse...

Ai, Patrícia! Quando as aulas começarem outra vez, já sei onde tenho que recorrer para arranjar insultos originais.

Sky disse...

nada melhor que um insulto para calar as pessoas xD

JS disse...

Ironia do destino: há quem cante bem e viva calada a ouvir quem canta mal. :)

TimTim disse...

Coitado do puto

M. disse...

Coitado do moço :D

Joana disse...

ahahah, eu parto-me a rir com os teus relatos xD