quinta-feira, 24 de julho de 2014

Sou uma triste

Uma gaja, filha querida, vem ajudar os pais e passa uma hora de almoço a ver a comida a passar-lhe pelas mãos, enquanto estava cheia de fome depois de um treino.
O meu pai passou horas a fazer comida para os outros. Peço-lhe para me grelhar um peito de frango.
O que é que ele faz? Liga o grelhador, mete-me o peito de frango na bancada e diz:
- Força nisso.

Não há justiça neste mundo, tenho mais que dito.