sexta-feira, 15 de novembro de 2013

A saga dos sabonetes

Um amigo meu estava a falar sobre um gajo creepy da turma dele, que anda sempre a olhar com ar estranho quando eles estão a tomar banho em ef.
Eu e a Patrícia comentámos que ele deveria estar à espera que algum deles fosse apanhar um sabonete e eu ainda criei uma cena em que o gajo chegava lá com as mãos cheias de sabonete, começava a atirá-los pelo chão e a gritar "apanha, apanha, apanha!". Pois bem, chegámos ao portão do colégio e o rapaz ia-se embora. Ao portão estava eu, a Patrícia e a contínua.
Por breves momentos esqueci-me que a mulher lá estava e grito ao rapaz:
- Olha! Ide apanhar muitos sabonetes!

A mulher começa a rogar-me pragas e a dizer que eu era doida e isto e aquilo, a Patrícia e o rapaz a rirem-se que nem perdidos e eu muito vermelha e a rir-me imenso a tentar explicar:
- Não... mas não... eu disse porque... deixe-me explicar!

Foi simplesmente lindo.

4 comentários:

mmm´s disse...

Um lindo serviço, sim senhora!

Briana disse...

mas raio das continuas meterem se em conversas que não são para elas

JS disse...

Pode ser o princípio de uma grande amizade.

Green disse...

Ahahah, só tu!