segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Não há enganos

Eu tenho o vício de chamar bichinha e bichinho a tudo o que é pessoa. Começou por ser só com a Patrícia, depois com os amigos lá da escola e agora até já me sai sem eu perceber.

A coisa é tão natural que eu, ao chamar o meu irmão, gritei:
- Bichinhaaaaaa!

Vês mãe, vês! Foi uma coisa completamente natural e espontânea! E chamei-lhe gaja! Não tenho culpa, até me sai naturalmente! Ele que não passe tantas horas em frente ao espelho e pode ser que volte a ser homem.

3 comentários:

Briana disse...

és tão má para ele

JS disse...

Tens noção de que isso pode ser cruel para o puto?
O desgraçado nem precisa sair de casa para ser vítima de bullying. :\

Green disse...

Coitada da criança... eheheh