quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Sou uma coisa fofa, eu

Eu adoro jogar raquetas e então quando vou com a minha prima à praia, é uma festa. 
Passamos sempre uma ou duas horas a jogar, até alguma se render e decidir que já só se consegue arrastar pela areia.
Ontem estávamos nós a jogar todas contentes, quando eu, que já estava mais que morta, faço uma granda banhada. A sério, a bola veio, eu acertei-lhe e, não sei bem como, mandei para o lado em vez de mandar para a frente. No passe a seguir mandei a bola tão baixa que ficou a meio do caminho.

Ela- Então?
Eu-  Cale-se! Tenho lá culpa que nem toda a gente tenha capacidades mentais para entender um passe como este?!

E ao meu lado estavam três gajos a jogar que se começaram a rir feitos parvos.
É que o que eu digo nem tem piada, mas pelo que me dizem são as minhas expressões e o tom de voz que metem piada à coisa. Pronto, afinal se não tiver carreira como limpa-sanitas sempre posso ir para palhacita, já não é mau!

7 comentários:

Briana Marques disse...

Ahah pelo menos consegues por os meninos a rir

Aricia disse...

Às vezes também se riem da forma como eu digo as coisas e não das coisas em si :p

A disse...

Ahahahaha xD

somaijum disse...

Jogar raquetes é uma expressão curiosa, para não dizer peculiar.
Eu costumo jogar é a bola. A raquete só a jogo fora, quando me sai um desses passes fabulosos que deixa toda a gente a olhar para ti.
Não seria por acharem estranho uma morsa a "jogar raquetes"? xD

Rose M. disse...

Eu acho que também me começava a rir

patrícia disse...

Mas comigo não podias jogar porque ias passar vergonhas. Então tá

Green disse...

É trabalho, ahahah