quinta-feira, 13 de junho de 2013

The woman in black


Na terça vi o filme com a Patrícia. É um dos melhores filmes de terror de sempre. A verdade é que aquilo não tem grande terror e já me borrei beeeem mais com outros filmes, mas é daqueles que mete impressão e deixa arrepios.
Pois eu fiquei toda orgulhosa porque durante o filme só gritei duas vezes, e foi porque tinha o som alto e me assustei com o barulho. De resto, o filme não tem nada de assustador, mas está estupidamente bem feito e os cenários são lindos. 

Então, estava eu toda contente por não me estar a borrar de medo. Quando me lembrei que estava na sala e ainda tinha de ir para o quarto. 
Problemas? Não podia acender a luz do corredor porque já estava tudo a dormir. 
E foi assim que fui a correr que nem uma retardada para o quarto porque, e é obviamente que isto é completamente racional, a qualquer momento podia ser perseguida por um espírito enquanto atravessava a casa às escuras. Pff, no fim de um filme de terror, aquilo até faz sentido ok?!

Sou a única a parecer uma criança de cinco anos no fim de ver um filme de terror? Mas porra, adoro!

6 comentários:

patrícia disse...

Eu só te mostro filmes awesome. Mas continuas a ser retardada!

Hedwig disse...

eu já o vi e realmente não achei violento, nem nada medonho, mas detestei o final. :P a única coisa que me entusiasmou e que ele está...mnhammm....mnhammm... :D

Flor disse...

Antes tinha de acender as luzes da casa toda só para verificar se havia alguém "estranho" em minha casa x) Acordava a casa toda mas era para o bem de todos..

somaijum disse...

Mas tu não tens 5 anos? :/

Para ti, que adoras cenas com sangue, devias ver A Nightmare on Elm Street.
Não são apenas cenas de sangue. Os putos desfazem-se, literalmente, numa papa de carne e sangue que devias adorar.
O filme já é antigo (anos 90???), mas é um filme de terror para assustar a sério.

Eu não disse nada. Diz que encontraste por acaso...

Cátia disse...

Eu quero mesmo ver o filme. Eu já tinha ouvido falar nele mas só quando vi uma entrevista no programa da Ellen é que fiquei curiosa. O Daniel disse mesmo (acho que foi ele) que o filme não era mesmo de terror terror mas mais de suspanse.
Acho que toda a gente fica assim depois de assistir um filme desse género.

Green disse...

Também gosto, e os que nos deixam esse tipo de reacções, são os bons.