quarta-feira, 5 de junho de 2013

É mesmo fofo, este gajo

Já me tinha esquecido do quão alucinado o meu Fernando Pessoa consegue ser. E ainda só estudei o ortónimo e o Alberto Caeiro (e serei a única a achar que nos poemas, a forma como ele descreve os momentos em que observa as crianças, o faz parecer um pedófilo?).
Quando chegar ao Álvaro de Campos e às taradices com as locomotivas, a coisa melhora. Então naquela Ode Triunfal, o gajo estava ao rubro. Quantos viagras é que ele devia ter tomado ao ponto de ficar todo maluco com máquinas?

7 comentários:

somaijum disse...

É isso e a diarreia cerebral que, por vezes, é pior que uma droga alucinogénia.

É caso para averiguar se a locomotiva era novinha, e então podemos estar perante um caso de pedolocomotivofilia.

Vanessa ൪ disse...

Felizmente já deixei Fernando Pessoa para trás há algum tempo ahah boa sorte para os exames *

marisa maria disse...

O Pessoa devia pôr muita merda para a veia, devia. Aquele grande maluco.

IceQueen disse...

Eu detestava este homem xD Parecia que não dizia coisa com coisa (principalmente como Álvaro de Campos) xD

Pips disse...

ahahahah pensar em Fernando Pessoa nunca me divertiu tanto como agora. Sempre que ouvir "Alberto Caeiro" vou-me lembrar disto, achas bem? ahahaha xD

Pérola disse...

Um génio, o Pessoa!

Amo de paixão a sua escrita.

Beijo e bom estudo!

Green disse...

Ahahah, só tu.