segunda-feira, 29 de abril de 2013

Daquelas merdas que só a mim

Estava eu muito sossegada a fazer o teste de Psicologia, encostada à parede quando, de repente, a vi. Era feia, horripilenta, arrepiei-me toda e chamei a Patrícia em desespero, num sussurro que, para mim, era um grito de vida ou de morte:
- Patrícia! ARANHA! Mata-a! Jáaaa!
Ela, em vez de agarrar na espada e me salvar, começou-se a rir e a mexer na bicha, em vez de a esquartejar.
O stôr viu-nos e foi ter connosco. Lá lhe expliquei que tinha pavor às bichas e pedi para a matar:
Ele- Oh, não se matam bichinhos...
Eu- Ai mata, mata!
E o que é que ele fez? Não sei. 
Sei que veio para trás de mim, agarrou na bicha e disse:
- Vou metê-la no bolso. 
Não sei o que é que ele fez à cabra, mas que ela desapareceu, desapareceu. E depois de toda a gente se ter rido um bom bocado e de eu ter ficado com o coração a mil, ele comenta muito calmo:
- Aracnofobia.
Really bitch? You don't say! Tell me about it...

7 comentários:

Pipo Santos disse...

É pois, adoro-os, tenho mais de 30 músicas deles numa pasta, basicamente os covers todos deles, são fantásticos! *

Pipo Santos disse...

Eu geralmente já saco a música antes de a ouvir! Não sei o que se pode chamar a isto :) *

somaijum disse...

Coitada da aranha, se te mordesse morria. :|

Pipo Santos disse...

Ahah, não sei se é assim, mas gosto muito deles, tenho imensos covers, mas eles ganham em tudo! *

Karina sem acento disse...

Lolololol por este andar, ainda tens um encontro do 3º grau com uma tarantula :P

Rita . disse...

Aconteceu-me no teste de inglês, um rapaz do 12º é q me matou a aranha xD

Green disse...

O senhor às tantas come aranhas...