sexta-feira, 6 de abril de 2012

Quem diz verdade não merece castigo, certo?


O que eu gostava de vos dizer:
Estudei tanto hoje! Fartei-me de estudar a gramática e já vou quase no fim! É certo que o teste é só na quarta mas assim já despacho tudo. 
Quanto aos Maias, já avancei um bom bocado e estou a ver que a coisa está bem encaminhada. E apesar de estar de férias, não me fez nada mal tirar esta tarde para estudar a sério e para deixar tudo tratado.
Assim aproveito melhor o fim de semana e não me preciso de preocupar com isto. 


O que eu vos digo:
Não fiz nada hoje. Sabem os planos para o estudo? Ui, correram lindamente! Nem peguei nos livros. 
Passei a tarde aqui deitada sem fazer nenhum e soube-me pela vida.
Os Maias continuam ali, lindos como sempre, na minha mesinha de cabeceira. Nunca estiveram tão perfeitos. E ainda não passei da página 125 mas simpatizo com o número e acho que fica bonito naquela página. 
Portanto mais uma tarde perdida. Se me sinto culpada? Sim! Só penso que agora tenho menos uma tarde para estudar e já vejo a coisa a aproximar-se mas não tive coragem para mais.
Sabem que é preciso uma grande destreza para ir estudar nas férias. Destreza que eu não tenho, ou pelo menos não tive hoje. Ó que pena...
Post agendado

11 comentários:

TimTim disse...

bem bem, vou ai e obrigo.te a estudar

Bernardo disse...

hahaha amei o post :D

Patrícia disse...

TimTim- Hahaha amanhã já estudo! xD

Bernardo- Haha eu estou-me a sentir mal por não ter estudado xD

Sérgio Saraiva disse...

Patrícia, não te devia estar a dizer isto, mas já no meu tempo (há uns 17 ou 18 anos atrás), os Maias eram de leitura obrigatória. Eu não li uma página sequer e tive a melhor nota a Português da turma, incluindo o do trabalho prático. O que fiz? Arranjei uns livrinhos que eram o resumo dos Maias, com tudo aquilo que precisavas de saber do livro. Desse resumo, nem sequer o li, limitei-me a ler o resumo do resumo algo que demorei uns 3 minutos. Depois, inventei um tema original para o trabalho assim que ligava uns acontecimentos políticos da altura a umas supostas passagens do livro e uns políticos da altura às personagens (que não são mais que caricaturas de pessoas), e com isso surpreendi a professora pela capacidade de interpretar e "desmontar" os bonecos dos Maias e transpô-los para a realidade, ou seja fiz um trabalho como mais ninguém fez: criativo, inteligente, actual, etc.; em contraste com os trabalhos dos meus colegas que iam lá contas bocados da história, e isso valeu-me a melhor nota.

E agora vão dizer assim: "mas essa foi de Chico esperto, chegas a um exame e chumbas". Pois fiquem a saber que fiz prova específica de Português para entrar para a faculdade (para além de Matemática e Física), e tive 85% na prova de Português (em que a média nacional devia ser para aí de uns 30% ~ 40% no máximo).

No final segui engenharia (tive 80% na específica de Física, onde a média nacional andava por volta dos 20%), o que tem tudo a ver, afinal pensa que o que fiz foi: tinha um desafio que era levantar uma pedra de 200kg, e enquanto os meus colegas a levantaram pegando nela com as mãos e fazendo muito muito muito esforço e suando muito muito muito, eu levantei-a usando um mecanismo simples de roldanas e assim sem ter de fazer esforço praticamente nenhum. E no final até consegui um melhor resultado em muito menos tempo e com muito menos trabalho.

Moral da história 1: nem sempre o melhor caminho para se atingirem os objectivos é trabalhar pelo método da força bruta. Ser-se esforçado é bom e honestos temos de ser sempre, mas convém introduzir aqui e ali um certo factor de inteligência :P

Moral da história 2: um engenheiro é uma pessoa muito muito preguiçosa que concede tudo o que faz de forma a ter o menos trabalho possível. Segue engenharia :P

Moral da história 3: aquilo que nos diferencia dos outros animais é fazer coisas como estas que descrevi ahahah :P

Patrícia disse...

Hahaaha o que eu me ri com isto!
Fogo, eu ficava toda nervosa! se com aquilo que é verdadeiro/falso, fico! xD
Mas parabéns! Não era qualquer um que o fazia haha
Estás de parabéns! :)

I blogger disse...

Admira-me que gostes de português e não consigas ler os Maias.
Experimenta ler os Aztecas, ou os Incas. ahahahah

Patrícia disse...

Haha pois! Eu ando é com uma preguiça! Não me apetece ler aquilo, prefiro os meus livros :)

Lígia Gomes disse...

Bem, já sabes que para a próxima tens de ser um bocadinho mais responsável :) (É esquisito estar a dizer isto porque se fosse eu fazia a mesma coisa) mas bem, continuemos: o melhor é aplicares-te a serio esta tarde! e aproveitar todos os minutinhos sem distrações. Beijinhos e boa páscoa!!

S* disse...

Sem dúvida que às vezes mais vale tirar um dia inteiro para descansar e recuperar energias.

Susi disse...

Mas vocês ainda têm que ler os Maias? Eu li o Crime do Padre Amaro e gostei ;)

Green disse...

Tens de mudar isso, e dar o litro "amanhã".