terça-feira, 17 de abril de 2012

Matemática (outra vez)


Hoje a aula de matemática correu muito bem! A sério! Até fui ao quadro e fazer um exercício e tudo.
Mas ontem, naquela maravilhosa aula que nunca mais acabava, fiz uma coisa que não devia: entrei na sala de aula e um colega meu que estava arás de mim, fez-me uma rasteira. Entretanto eu parei e ele avançou. Eu não vi a stôra em lado nenhum (se bem que ela é minúscula) e decidi fazer-lhe o mesmo. Fiz-lhe a rasteira, ele caiu (não caiu completamente, tombou) e eu nem reparei que a mulherziha estava mesmo à minha frente e comecei-me a rir feita parva. Não estava a perceber porque é que ele estava sério, mas depois prestei atenção e tinha-a a olhar para mim com cara de cu. Parei logo de me rir e sentei-me com o ar mais santo que tinha. 
Depois só nos rimos quando ela já tinha virado o cu para o outro lado. 
Sim, eu sei que não ajudei muito ao amor que ela nutre por mim.

6 comentários:

guess disse...

Ias para o olho da rua, sem passar pela casa de partida ahahah.

Patrícia disse...

Hahaha que mau! xD

Um olhar disse...

Uma rasteira dá direito a cartão amarelo lol.

Benvinda Chaparro disse...

Ai moça, téns que tomar juizo, pareçe mal uma menina andar nessas brincadêras de rapazes. E se a professôra vos mandaçe para a rua, o que ías diser aos teus pais?
Ai, ai...

anokas disse...

Vê-se mesmo que és o sonho de qualquer professor :)

Green disse...

E depois queixas-te da senhora...