quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Sim, mudei

Mudei. Não sei porquê nem muito bem onde mas mudei. Dou mais valor a coisas que antes não dava, tenho novas ideias e penso mais em mim. Bem, em mim não é a palavra certa. Continuo a ser muito altruísta mas acho que começo a pensar que o eu é mais importante do que os outros. Não é por mal, mas é assim.
E todos me dizem que ando estranha. Que ando assim e assado. Pois deixem-me estar! Porque sim, eu mudei. Antes não concordava com muitas injustiças que me eram feitas e agora não me calo. Antes era capaz de me esfolar viva por alguém, agora já penso duas vezes e penso mais nas consequências que isso traz para mim, porque na maioria das vezes, era eu a prejudicada. Agora não aturo certas coisas, não admito que me digam certas coisas e nem que tenham ciúmes estúpidos e infundados. Porque apesar de estar um pouco mudada, continuo a fazer o mesmo. Continuo a ajudar como antes, mas com mais cautela. Continuo a gostar das pessoas, mas agora já não gosto que abusem e que façam de mim gato-sapato. E as pessoas estranham e dizem que não gostam. E eu tenho medo. Medo que esta mudança não seja a melhor e que acabe mal para mim. E estou confusa...

24 comentários:

patrícia disse...

Não estejas confusa! Já te disse o que acho, é uma mudança positiva.
As pessoas estão habituadas àquela Patrícia que prefere deixar de fazer alguma coisa e prejudicar-se para ajudar seja quem for. Se isso é bom? É uma qualidade, uma prova de grande amizade, sim, mas começam a surgir consequências quando as pessoas se apercebem de toda essa tua disponibilidade e abusam. É só isso, mas a culpa não é tua.
Isto tudo para dizer que estás a ficar mais à Patrícia (deves pensar que tenho o teu nome!) e a reclamar os teus direitos. Bem, à Patrícia não estás, eu continuo a ser pior, don't worry, ahahah :)

Patrícia disse...

Oh sim mas as pessoas estranham. Julgam e inventam razões para eu estar assim. Estranham o facto de eu mudar e sinceramente, não sei... -.-

patrícia disse...

E quê? Olha, olha. Eu também estou diferente, so what?
É normal mudarmos a maneira de pensar, de agir, e precisavas mesmo dessa mudança!
O que é que eles têm a ver? Até porque, para a maioria, não estás assim tão diferente e os que mais notam são os quem têm o dever de te aceitar como és. Ou só gostam de ti quando estás 24h por dia disponivel para o que quer que seja? Não pode ser assim Patrícia, tu também importas!

Patrícia disse...

Sim tens razão... Mas sei lá, é difícil! :)

Mim disse...

A vida é assim mesmo. Chama-se a isso "crescer"... todos nós mudamos. Se é para melhor ou para pior, só o saberemos depois de mudarmos.
Não te arrependas de pensar mais em ti. Não é isso que todos fazemos?
Se fores numa multidão em movimento, a melhor maneira de continuares é seguires a direcção da turba. Podes sempre ser melhor do que eles, não pisando as pessoas que seguem à tua frente e se pretenderes sair, sai na diagonal, como quando somos apanhados numa corrente.
Sei que é lugar-comum dizer isto, mas se não gostares de ti, quem é que gosta?
Eu não. ahahahah

Patrícia disse...

Obrigada Mim. Pois, tens razão. Mas é difícil... :)
" se não gostares de ti, quem é que gosta? Eu não. ahahahah"
Ah tão querido! Fogo mesmo simpático pá! :D

Mim disse...

Sabes, eu tenho coisas péssimas: sou embirrante, chato, possessivo, mau feitio... tenho de tudo um pouco, como todos temos, só que nem sempre admitimos. Mas se há alguma coisa positiva em mim, é não esquecer. Ter memória é muito importante para não cairmos em atitudes arrogantes de julgar os outros pelas asneiras que nós já fizemos. E para nos recordarmos de que essa idade foi muito difícil também para nós, embora as circunstâncias sejam diferentes.
É uma idade em que uma pessoa se sente encurralado, com muito medo... se te serve de consolo, acho que nunca aprendemos a lidar com os medos, mesmo quando nos empertigamos a dar lições de moral aos mais novos.

Patrícia disse...

Obrigada Mim! :)
Sim, tenho muitos medos, dúvidas. E às vezes penso que são infundados, outras penso que são a única certeza que tenho. É confuso, portanto... :)
Sou uma pessoa que pensa muito. Penso no que podia mudar, no que tenho de melhorar, no que quero atingir... Enfim, penso demais!
E sim, acho que nunca aprendemos :)
Obrigada, mais uma vez

Estudante disse...

Não tenhas medo ;) toda a gente muda... pensa bem em "quem" é que não gosta da tua mudança... se calhar não lhe é conveniente...

Gasper disse...

Boa! Boa! Boa! Isso é crescer, amadurecer. Começamos a pensar em nós e a aprender a valorizar-nos.

Patrícia disse...

Estudante- Pois... Esse é mesmo o problema...
Obrigada :)

Gasper- Haha tão querida* Eu aqui toda chaetada porque as pessoas me andam a chatear demais com este assunto e tu toda contente a veres o lado positivo da coisa! :)
Obrigada*

Palco do tempo disse...

toda gente muda :) não te preocupes com o que os outros acham :)

Patrícia disse...

obrigada :)

Y disse...

A mim parece-me ser uma mudança inteligente....

Eu gostei bastante do texto ;)

Patrícia disse...

Y- Olha eu nem sei...
Obrigada :)

S* disse...

Ao longo da vida, a mudança é constante... também tenho mudado muito. Estou mais calma, adulta, confiante.

eu-sou-eu disse...

Eu também mudei. Mudei muito no último ano, mudei muito nos últimos 6 meses principalmente. Há quem goste e há quem não goste... Têm bom remédio, se não gostarem afastem-se. Não me preocupo minimamente com o que pensam sobre mim.

Patrícia disse...

Pois, gostava tanto de ser assim: não me preocupar com o que os outros pensam. Infelizmente não sou nada assim... :/

Manteiga disse...

fiz uma mudança assim parecida à relativamente pouco tempo. Tenho a dizer que aqueles que beneficiavam na minha "ingenuidade" não gostaram nada e com isso não livrei-me de (pelo menos uma) amizades em que era como se só lá estivesse eu. Acredita, embora ao inicio possa parecer que estas a ficar sem ninguem - nunca ficas, mas parece - a longo prazo vais perceber que foi o melhor que podias fazer.

P.S.: tive uma vontade enorme de comentar cada post teu, ams lá me controlei ahahha

Patrícia disse...

Obrigada :) Todos me dizem que é o melhor mas continuo a ter medo... Porque as pessoas que não gostam são as que estão mais perto de mim e isso assusta...
Haha podes comentar à vontade! Eu agradeço! :)

Manteiga disse...

sim, a pessoa em questão que "perdi" era teoricamente a minha melhor amiga. Imagina o quão assustada eu fiquei...

Patrícia disse...

Pois, imagino... :/

Green disse...

Eu acho que estás a ir bem, nós mudamos um bocadinho todos os dias, e ao fim de uns tempos, olhamos para trás, e quase já não nos reconhecemos. A isso chama-se crescer, e vais notar cada vez mais essa mudança, essa evolução. Cada vez mais vais pensar em ti, e cada vez menos vais ligar ao que os outros pensam de ti. Isso é bom. Estás a ficar uma menina crescida :)

Francisca disse...

Identifiquei-me tanto com este texto :o
Eu era assim como tu, sempre lá, as pessoas falavam e eu deixava falar, até explodir por completo, tipo aquelas bombas que só explodem quando as pisam. Ultimamente, é mais bombas de 5 segundos, as pessoas falam e 5 segundos depois estão a ouvir.
Mas é como eu tenho dito as pessoas mudam, e chega a uma altura em que já não há mais paciência para coisas infantis (como as que eu aturava/aturo diariamente), então temos de falar e deixar de ser parvas.

Não te preocupes muito com isso, sê tu própria ;)