terça-feira, 8 de outubro de 2013

Namoros de agora

Se há coisa que eu não entendo são estes namoros como os da pitalhada lá da escola.
Passam 99,9% do tempo, a comerem-se. E reparem que eu não disse aos beijos. É a comerem-se mesmo! Aquilo parecem centrifugadoras em potência máxima!
E os restantes 0,1% são passados em pausas para respirar.
Eu juro que desconfio que eles nem se devem conhecer. Talvez saibam o nome um do outro e quiçá, a idade. Porque de resto, não há conversas para ninguém. Limitam-se a devorarem-se mutuamente de uma forma bastante repugnante para quem assiste. A sério, até mete nojo.

8 comentários:

Bea xD disse...

É que mete mesmo nojo. Uma pessoa não pode ir a lado nenhum que lá estão 30 pessoas encostadas a uma parede. Enfim...

Blackbird disse...

Às vezes passo por certos casais de namorados e tenho vontade de ir lá ao pé deles perguntar se não precisam de uma garrafa de oxigénio... Mas depois aborrece-me interromper o beijo infinito!

Aaminah disse...

a parte do conhecimento é trabalhada por mensagens ou no chat do face xD

Aricia disse...

Mete realmente nojo!

the reader disse...

Pareces as velhas, pá.
És tão santinha que hás de casar e "aquilo" é só às escuras e debaixo dos lençóis. Ahahah

Hanna Marin disse...

Mesmo, preliminares !

Roger disse...

Não tem a ver com "os namoros de agora", mas sim com personalidades :P
Uma relação saudável pressupõe um conhecimento mútuo e não só amassos xD

Green disse...

A sociedade está a mudar, é o que é...