sábado, 1 de setembro de 2012

Sinto-me derrotada


Estou tão farta e cansada. 
Há dias em que me sinto como merda e infelizmente, eles são mais frequentes do que queria.
Odeio-me. Estou farta de me sentir assim comigo própria. Estou farta de não conseguir aceitar-me, estou farta. 
Nem sequer me consigo sentir bem com a merda do vestido que comprei e estou sempre a pensar que as pessoas estão a olhar para mim a apontar este ou aquele defeito.
Não consigo aceitar que me digam que sou especial, linda e afins. Sinto-me extremamente mal quando isso acontece porque penso sempre que estão a mentir e só me vêm à cabeça imagens do espelho. Esse maldito espelho que me faz chorar.
Nem com as aulas eu me animo. Vou começar este ano já derrotada, por causa da matemática. Porque sei que nem  sequer vou conseguir acabar o ano com média para entrar em psicologia, coisa que desejo tanto. 
Ultimamente nem dormir em condições eu consigo! Durmo mal e nem sequer sei porquê. Ando com umas olheiras do tamanho do mundo.
Sinto-me completamente estúpida, sem importância.
Sinto-me uma menina mimada por pensar assim. Porra: tenho um namorado que me adora, amigas, estou rodeada de gente e mesmo assim há dias em que me sinto sozinha e em que só consigo pensar o quão idiota sou.
E hoje quero chorar. E muito. 
E não gosto de falar disto, odeio. Mas o silêncio já não me ajuda e precisava disto. Desculpem.

9 comentários:

Runaway* disse...

Pronto, eu penso que isso são coisas da tua cabeça, mas as coisas da nossa cabeça têm tanta força, que não vão ser as minhas palavras insignificantes que te vão fazer mudar de ideias.
Sabes que não concordo nada contigo (e se achares que estou a ir longe demais, podes apagar, que não me ofendo). O teu espelho deve ser da loja do chinês e causa distorção da imagem.
Todos nós temos dias em que nos sentimos uma merda, que não valemos nada...
Vá, anima-te que amanhã vais estar melhor.
Desculpa o testamento,

Joana disse...

às vezes por muito que a gente tenha um namorado, amigas, pessoas à volta, vamos abaixo. também me acontece. às vezes sinto-me que nem merda ou pior que isso.
choro, choro e choro. fico mais aliviada. por vezes até adormeço a chorar.
tem calma. (sei que é dificil) mas tudo irá ficar bem!
força :)

Carolina disse...

Vai tudo melhorar :)

Estudante disse...

Não tens que te odiar. Todos temos alturas em que não nos sentimos tão bem, mas isso não quer dizer que sejamos mais fracos que os outros ou que tenhamos menos valor. Ficarmos a odiar-nos é a pior coisa que podemos fazer... que coisas boas podem vir do ódio? Vá, senhora psicóloga! Encontre uma coisa divertida para fazer hoje ;)

vira-tempo ♥ disse...

vai tudo correr bem querida (:

Patrícia disse...

Runaway- Infelizmente a culpa não é do espelho...
Obrigada :)

Joana- Sim, às vezes isso não adianta... Obrigada :)

Estudante- Tens razão sim senhor... Obrigada :)

vira-tempo- Obrigada :)

Inês de Sousa disse...

Patrícia, o blogue serve para isto mesmo. Deitar cá para fora aquilo que não conseguimos em frente dos outros.

Eu sei como te sentes. Acredita que sei. Mas aprendi que são mesmo coisas da nossa cabeça. Se tens um namorado que te adora e amigas por alguma coisa é, certo?

Se queres chorar, chora. Às vezes faz bem. Mas não te deixes levar por esses sentimentos. Sorri e não penses tanto nessas coisas. Tens pessoas à tua volta que te adoram e isso é o que importa :)

ABT disse...


Patrícia, se releres este post vais perceber que a culpa de te sentires assim é tua, e se não tiveres medo de aceitar essa realidade podes muda-la com muito mais facilidade.

1. Não importa quão maravilhosa estejas, e quantos elogios te façam, se te sentires fisicamente mal isso não vai mudar com palavras dos outros. O que pode mudar é a tua atitude perante isso: faz uma dieta (se for o caso: http://www.dietanota10.com.br/a_dieta_nota_10 é um programa desenvolvido por um médico e é fabulosamente simples de seguir. espreita esse site), inscreve-te numa aula de pilates ou body balance para equilibrares corpo e mente enquanto tonificas (ou simplesmente acompanha as aulas inteiras disponíveis no youtube, a partir de casa). Se sentires que estás a fazer alguma coisa para cuidar do teu corpo, vais gostar mais dele e vais sentir-te muito melhor rapidamente. Além disso enquanto 'sofres' para te manteres na posição certa, não pensas em parvoíces ;)

2. Se começares o ano com a atitude errada em relação à matemática, vais perder tanto tempo a lamentar-te mentalmente durante as aulas, que acabas por nem ouvir o professor e, consequentemente, por dares razão a ti mesma, falhando o objectivo. Vai ter com ele no final da primeira aula, diz-lhe que te sentes insegura em relação ao tópico, e que material básico ele recomenda para servir de base ao que vão aprender durante o ano. Fazendo este trabalho lateral de aquisição de bases que provavelmente não tens, vais sentir-te mais confiante e o professor vai prestar-te mais atenção desde o início. Vais ter de te dedicar a essa cadeira com disciplina: pergunta quando não perceberes, ou no máximo no final da aula. O professor saberá orientar-te. Além disso na net há imensos tutorial giros em relação a tudo o que possas imaginar.
Vai dar mais trabalho, mas há um caminho para chegares a Psicologia. Começa a andar.

3. Só não consegues dormir, porque a tua mente está a atropelar-se com tantos pensamentos. Além disso passas o tempo a assustar a ti mesma, nessa conversa mental. Deposita toda a tua convicção nos pensamentos certos, custa o mesmo e vai proporcionar-te muito mais sorrisos.

Força!


A natureza dos meus pensamentos
http://natandspirit.blogspot.pt/

Green disse...

Por vezes temos mesmo de deitar tudo cá para fora para nos sentirmos bem, e parece-me que estavas realmente a precisar disso.
Beijinho e força.